Menu de navegação das páginas

Dicas para plantar sua horta de modo divertido, saudável, delicioso e dando muito menos trabalho do que imagina

‫‫

Como Plantar Cenoura na Horta de Casa

Como Plantar Cenoura na Horta de Casa

A cenoura (Daucus carota), a exemplo da beterraba e do nabo, pertence ao grupo das raízes tuberosas. Este tipo de vegetal acumula nutrientes dentro da raiz, embaixo da terra, para nutrir a planta, que fica acima da superfície. A parte que geralmente consumimos é a raiz primária, mas as folhas e talos também são muito nutritivos e próprios para o consumo (veja mais abaixo).

Apesar de pouco comum hoje em dia – geralmente já encontramos as cenouras sem as ramas nas feiras e supermercados -, as cenouras originalmente foram cultivadas por suas folhas e sementes aromáticas, mais do que por suas raízes. Algumas de suas parentes próximas, ainda são cultivadas com esta finalidade, como a salsa, o coentro, o funcho e o cominho.

As raízes, inicialmente, eram pouco apreciadas devido à sua textura muito fibrosa e consistente. Através do cruzamento seletivo, estas características foram sendo abrandadas e chegou-se à cenoura que conhecemos hoje, e tornando o consumo da raiz muito mais comum do que o das folhas. É hoje um dos vegetais mais consumidos, tanto crua quanto cozida.

Além disto, as cenouras têm moléculas aromáticas bastante características, que fazem com que sejam frequentemente usadas para dar complexidade a caldos, sopas, caldos, molhos e outras preparações. Contém menos amido que as batatas e são consideravelmente doces, contendo até 5% de açucares – uma mistura de sacarose, glicose e frutose. Esta característica lhes renderam também um lugar em doces, bolos e conservas doces.

O aroma característico das cenouras é devido aos terpenóides. Ao cozinhar altera-se o aroma, decorrente da fragmentação dos carotenos. A exposição à luz solar, altas temperaturas ou dano físico pode gerar álcool, o que adiciona um aroma de solvente, assim com um certo amargor. A doçura é mais perceptível quando as cenouras são cozidas, o que enfraquece as paredes celulares e liberta os açucares. Além disto, a textura após cozimento é totalmente modificada, se tornando macia.

 

Variedades da cenoura

A cenoura mais comum no Ocidente, de cor alaranjada, rica em carotenórides, é provavelmente um híbrido entre três diferente grupos de ancestrais: cenouras amarelas cultivadas na Europa e no Mediterrâneo desde o período medieval; cenouras brancas cultivadas desde o período clássico; e algumas populações de cenouras selvagens.

Apesar de estarmos habituados a ver cenouras cilíndricas – até mesmo os desenhos animados reforçam essa simbologia – é importante sabermos que é possível encontrar mais de 40 variedades cenouras com outras pigmentações, mas o mais comum é encontrarmos as cores vermelha, amarelo, roxo e até mesmo branca. Também é possível encontrar cenouras arredondadas e cônicas, além das tradicionais cilíndricas.

A cenoura pertence à família Apiaceae e possui cerca de 440 gêneros e mais de 3500 espécies espalhadas pelo mundo sendo menos comum ser encontradas em áreas desérticas. A textura firme parecendo crocante se mantém nas variedades das raízes, elas podem atingir uma média de 15 a 20 cm de comprimento e diâmetro variando entre 3 e 4 cm, com pele lisa ou levemente lisa.

Mesmo com as opções variadas a mais utilizada em nossa mesa é a de coloração alaranjada, portanto na hora de escolher deve ser observada a pigmentação do vegetal, quanto mais uniforme melhor, isso mostra que a raiz teve um bom desenvolvimento e está saudável.

Cultivares e suas principais características

De acordo com as informações da Embrapa cada cultivar tem características próprias quanto ao formato das raízes, resistência às doenças e, principalmente, quanto à época de plantio. Esta última característica permite que se produza cenoura durante o ano todo na mesma região, desde que se plante a cultivar apropriada às condições de clima predominantes em cada época. Ainda segundo a Embrapa, atualmente no mercado a cenoura pode ser dividida em nove principais grupos diferenciados por suas características:

Nantes – Cultivar de origem francesa; folhagem verde escura que pode atingir até 30cm; raízes de formato cilíndrico de 15 a 30cm de comprimento, 3 a 4 cm de diâmetro e coloração alaranjada escura; cultivar muito sensível às doenças de folhagem, não sendo recomendável o seu cultivo em estação chuvosa e quente, sendo assim recomendados para plantio em épocas de clima frio.

Kuroda – Cultivar com folhagem vigorosa, com até 50 cm de altura; as raízes são cônicas, de coloração vermelha-alaranjada e apresentam a película bastante delicada; o comprimento das raízes varia entre 15 e 20 cm; as cultivares deste grupo apresentam tolerância a temperaturas mais elevadas e resiste bem às doenças de folhagem quando semeadas no verão de regiões quentes; elas não são recomendadas para semeaduras sob condições de clima ameno pois suas características não permitem competir em qualidade com as do grupo Nantes;

Brasília – Cultivar de porte médio de 25 a 35 cm, com folhagem vigorosa e coloração verde escura; as raízes são cilíndricas, com coloração alaranjada clara e baixa incidência de ombro verde ou roxo; o comprimento varia de 15 a 22 cm e o diâmetro de 3 a 4 cm; é resistente ao calor; a colheita pode ser efetuada de 85 a 100 dias após a semeadura; é recomendada para semeaduras de outubro a fevereiro nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil, embora esteja sendo utilizada, com sucesso, em todo o país;

Kuronan – Plantas com folhagem vigorosa de coloração verde clara brilhante, com 35 a 45 cm de altura; as raízes são ligeiramente cônicas de coloração alaranjada-escura e baixa incidência de ombro verde ou roxo; o comprimento das raízes varia entre 15 e 20 cm e o diâmetro entre 3 e 4 cm. Resiste bem ao calor; é recomendada para semeaduras de novembro a março na região Sudeste do Brasil.

Tropical – Cultivar de folhagem verde escura; as raízes são ligeiramente cônicas; esta cultivar é muito sensível ao florescimento prematuro sob condições de dias longos, apresentando pequena exigência em frio para diferenciação da gema floral. Por isto, a produção de raízes deve ser programada para estação fria e/ou sob condições de dias curtos.

Prima – Cultivar desenvolvida pela Agroflora para o plantio de primavera e outono (semeaduras de meados de setembro até início de novembro); apresenta ótimo vigor de folhagem, boa resistência à queima-das-folhas e ao florescimento prematuro; as raízes tem formato cilíndrico, com boa coloração externa e interna das raízes, e, baixa incidência de ombro verde ou roxo; o ciclo normal desta cultivar é de aproximadamente 100 dias.

Nova Carandaí – Cultivar desenvolvida pela Agroceres; apresenta comprimento de folhagem de 40 – 50 cm, ciclo vegetativo de 80 a 90 dias, e resistência à queima-das-folhas; as raízes são de cor alaranjada com formato cilíndrico, variando de 16 a 18 cm de comprimento; apresenta tolerância ao calor.

Harumaki Kinko Gossum – Cultivar de origem japonesa com ampla adaptação climática; apresenta baixos níveis de florescimento e relativa tolerância à queima-das-folhas, produzindo bem em condições de alta e baixa temperatura; possui plantas vigorosas de porte alto, com 40 a 50 cm de altura, e coloração de folhagem verde clara; as raízes são cilíndricas com ombro largo, ponta arredondada, comprimento variando de 16 a 18 cm, coloração laranja-avermelhada; a colheita começa aos 90 dias após a semeadura.

Alvorada – Cultivar de porte médio 30 a 35 cm, com folhagem vigorosa e coloração verde escura; as raízes são cilíndricas, com coloração alaranjada intensa, muito baixa incidência de ombro verde ou roxo; o comprimento varia de 15-18 cm com diâmetro de 3 a 4 cm; as raízes apresentam uniformidade de coloração; é resistente ao calor; a colheita pode ser efetuada de 100 a 105 dias após a semeadura; é recomendada para semeaduras de outubro a fevereiro nas regiões sul, sudeste e centro-oeste, muito embora esteja sendo utilizada em outras regiões do país.

Informações nutricionais

NUTRIENTES100 GRAMASNUTRIENTES100 GRAMAS
Umidade (%)91,7Ferro (mg)0,1
Energia (Kcal)30Sódio (mg)8
Energia (KJ)125Potássio (mg)176
Proteína (g)0,8Cobre (mg)0,02
Lipídeos (g)0,2Zinco (mg)0,2
Colesterol (mg)NARetinol (µg)NA
Carboidrato (g)6,7RE (µg)612b
Fibra alimentar (g)2,6RAE (µg)306b
Cinzas (g)0,6Tiamina (mg)0,07
Cálcio (mg)26Riboflavina (mg)Tr
Magnésio (mg)14Piridoxina (mg)0,06
Manganês (mg)0,05Niacina (mg)2,68
Fósforo (mg)27Vitamina C (mg)Tr

Tabela de Composição Nutricional dos Alimentos Consumidos no Brasil – Pesquisa de Orçamentos Familiares (2008-2009) – IBGE.

Benefícios da cenoura

carrot-juice-1623079_1280A cenoura possui um gosto ligeiramente adocicado, mas com criatividade pode ser inserida em diversas receitas, in natura, cozida, assada, em forma de suco ou até mesmo frita, e não faltam motivos para consumir muita cenoura.

Se você mora perto da praia ou costumava visitar já deve ter ouvido falar que uma boa dose de cenouras algumas horas antes de ir à praia pode ajudar a obter um bronzeado de Deuses e Deusas.

O que talvez você não saiba, é que, sim, essas histórias possuem fundamento. A cenoura é composta por betacaroteno, o que permite prolongar o bronzeado.

Também é uma boa fonte de fibras, manganês, niacina, potássio, vitaminas B6 e C e A.

Uma xícara de cenouras cortadas equivale a 686,3% da quantidade diária recomendada de beta-caroteno, precursor da vitamina A.

Estudos comprovam que dietas ricas em carotenoides podem diminuir em até 60% os riscos de doenças cardíacas. Além disso, já está comprovado que o carotenoide é um excelente aliado na prevenção de câncer de mama e na redução de chances de câncer de bexiga, cérvix, próstata, cólon, laringe e e esófago. A carotenoide também é um grande aliado dos que sobre com diabetes já que ajuda a tornar a insulina mais eficaz melhorando o controle de glicose no sangue.

Um dos benefícios mais conhecidos da cenoura não poderia ficar de fora do nosso post. Desde muito pequenos nossos pais usam disso para nos fazer comer mais verduras e a frase é sempre a mesma – Coma cenoura que faz bem pras vistas – e não é que eles estavam certos. O betacoteno ajuda a proteger a visão, principalmente a visão noturna. Já as ações antioxidantes da cenoura ajudam a combater a degeneração macular e o desenvolvimento de cataratas, que pode até mesmo causar cegueira.

Como cultivar cenoura

A cenoura é melhor cultivada em temperaturas mais amenas e sobrevive melhor em temperaturas mais baixas do que em temperaturas mais elevadas mesmo que ambas tragam prejuízo, porem as temperaturas mais elevadas conseguem destruir o vegetal. CenouraSerá preciso escolher o tipo de cenoura que melhor se adaptará à sua região e temperatura. Essas informações podem ser encontradas na embalagem das sementes adquiridas.
Uma dica importante é o espaço onde irá plantar, se for diretamente no solo, tenha a preocupação de manter o espaçamento correto, e em caso de vasos providencie um que seja comprido e largo, para dar espaço para as raízes se desenvolverem corretamente.

Como plantar cenoura

Solo

A cenoura precisa ser cultivada em um solo sem pedras e outros detritos ou as raízes poderão crescer tortas e ramificadas. O ideal é que o solo seja profundo, leve, rico em matéria orgânica, fértil, bem drenado e com pH entre 6,0 e 7,5. O solo não precisa ser particularmente rico em nitrogênio. Escolha um solo bem aerado para facilitar o crescimento do sistema radicular e proteja muito bem a superfície para evitar a compactação. Solos argilosos pesados também podem produzir colheitas razoáveis, desde que não estejam compactados e não fiquem encharcados durante o período de cultivo.

O plantio da cenoura é exigente, por se tratar de uma raiz sensível deve ser plantada em local definitivo pois a mudança de ambiente pode causar danos ao desenvolvimento da raiz e até mesmo sua morte.

O solo encharcado pode fazer com que a semente nem desenvolva, por isso a importância de um solo com boa drenagem.

Mas, não se deixe levar pelas exigências da cenoura, pois nada disso nos impede de ter cenoura na horta de casa. Escolha o recipiente mais adequado de acordo com o tamanho que o cultivar pode atingir, se a raiz tiver um tamanho máximo de 15cm escolha um vaso com no mínimo 20cm de altura, siga essa linha para todos os tipos de cenouras. Essa informação você também encontra nas embalagens das sementes.

Clima

A cenoura germinará melhor se plantada em climas mais quentes, com temperaturas entre 20ºC a 30ºC. Plante no meio do verão até o meio do outono para que cresça mais rápido e forte, permitindo que as raízes alcancem tamanhos maiores e uma coloração mais uniforme, é claro que não é o único cuidado necessário a ser observado, mas a temperatura possui grande responsabilidade no que se refere a qualidade dos aspectos físicos da cenoura, se for mantida em temperaturas superiores a 30ºC a raiz tem o desenvolvimento irregular, permitindo o crescimento de raízes curtas e coloração não homogenia, podendo ocorrer a redução do ciclo vegetativo e comprometendo a produção.

Atualmente existem raízes capazes de suportar temperaturas mais elevadas e também mais baixas, graças a algumas adaptações feitas nas espécies ao longo dos anos. Verifique na embalagem das sementes as regiões e temperaturas adequadas para o tipo de cenoura que deseja plantar e tenha cenouras durante todo o ano na horta de casa.

Plantar

cenoura

Como sabemos, o plantio das sementes deve ser feito em local definitivo devido a sua sensibilidade ao transplante. Cada tipo de cenoura terá suas especificações para o plantio, ou seja, profundidade, distância, germinação e desbaste variam de acordo com o tamanho e largura que a raiz pode atingir. No geral todas essas informações podem ser encontradas nas embalagens das sementes adquiridas.

Como exemplo falaremos da cenoura Brasília Calibra Média, adquirida através Isla Sementes (https://isla.com.br/), que plantamos aqui na nossa varanda e foi muCenouraito bem-sucedida. Este cultivar deve ser plantado em linhas com distância de 30cm entre elas, como este cultivar possui uma raiz que pode chegar até 22cm de comprimento escolhemos um vaso de 30cm de altura, as sementes devem ser plantadas a uma profundidade de 1cm e cada buraco deve receber no máximo 2 sementes. A geminação acontecerá de 7 a 14 e dias e quando atingirem 10cm de altura você deverá fazer o desbaste. Para fazer o desbaste escolha a plantas menos desenvolvidas e retire-as, deixando assim mais espaço para as plantas que já estão se desenvolvendo bem.

Época para plantio

Se o plantio for feito em lugares de temperatura predominantemente elevadas, ele poderá ser feito o ano todo, outro fator relevante a ser analisado é a umidade relativa do ar que se mantém ideal em 80% e sem fortes chuvas para não encharcar o solo.

Em lugares mais frios, que mantenham uma média de temperatura menor que 18ºC é recomendado fazer o plantio no inicio da primavera, para que no verão a planta tenha acesso a temperaturas mais elevadas.

Como cuidar da cenoura

Adubação

Se for feito o adubamento correto do solo antes do plantio, dificilmente será necessário adubar novamente até o momento da colheita, mas caso ache que sua planta não esteja se desenvolvendo de acordo com o usual você pode fazer uma adubação superficial com compostagem além de regar a cada 10 dias com chorume.

Irrigação

O controle da umidade do solo também e muito importante para o desenvolvimento da raiz, o cultivo de cenoura precisa estar em solo sempre úmido porem jamais encharcado, isso faria com que a raiz apodrecesse antes mesmo de chegar a época de colheita. Você pode irrigar uma pequena quantidade todos os dias e que seja suficiente para manter o solo úmido. Toque o solo sempre que tiver dúvida se ele precisa de mais água ou não. Se tiver dúvidas de como preparar o vaso e garantir a drenagem do solo acesse o link como preparar um vaso para plantio.

Iluminação

A cenoura precisa de, no mínimo, 3 horas de sol por dia, ela se desenvolve muito bem em locais iluminados e com luz direta do sol, caso não tenha um espaço onde ela passe boa parte do dia no sol procure garantir ao menos as 3 horas de sol diários.

Pragas e doenças

Ao iniciar seu cultivo é necessário ter em mente que você precisará estar atento ao local do cultivo e observar diariamente sua planta para evitar a proliferação de doenças e pragas. Há hoje registrado no Brasil mais de quinze espécies diferentes de doenças e pragas que podem atacar as cenouras, os fungos, vírus, bactérias e nematoides são quase invisíveis mas deixam rastros bem grandes. Para evitar o pior mantenha o local limpo e nunca deixar o solo encharcado.

Doenças – Podridão de pre-emergência  e pós-emergência, queima da folhas, podridão de raízes, nematoides.

Pragas – Lagarta-rosca; Lagarta-militar; Lagarta-falsa-medideira, pulgões e larvas crisomelideo.

Como e quando fazer a colheita

cenoura

A colheita da cenoura tem inicio entre 60 e 120 dias após a geminação, registre a data do plantio e geminação para melhor controle da colheita, passado o tempo da colheita as raízes começam a envelhecer e ficam com o aspecto mais fibroso, o gosto também sofre alteração e você pode perder sua colheita ou mesmo torná-la menos agradável.

Outra coisa bem legal e que poucos sabem é que as folhas da cenoura também podem ser aproveitadas para consumo, você pode utiliza-la antes mesmo de colher a cenoura, mas tenha cuidado com a quantidade de folhas retiradas para não prejudicar o cultivo, e espere estar perto da colheita para garantir que a raiz já esteja bem desenvolvida. Para fazer a colheita basta segurar firme na base das folhas e puxar a cenoura da terra. Lave-a e consuma imediatamente, pois será a melhor cenoura que você já consumiu.

 

Conservação após a colheita

Como todo alimento, a cenoura também tem o tempo de vida útil, esse tempo irá variar conforme o armazenamento. Dentro da geladeira a cenoura terá maior durabilidade, podendo chegar até 15 dias se armazenada em embalagem própria que a mantenha seca, sem contato com outros produtos e principalmente conserve seu estado físico, a umidade pode acelerar o processo de apodrecimento mesmo dentro da geladeira. A cenoura também pode ser congelada por até 12 meses, pre-cozinhe a cenoura por 5 minutos em água fervente e depois resfrie em água gelada, seque-a e congele em embalagem apropriada.

Mas para mim o melhor é mantê-la ao ar livre e consumi-la com menos de uma semana de seu cultivo, pois assim matemos a textura e o sabor.

 

Modos de Preparo da cenoura

cenouraA cenoura crua pode ser adicionada – ralada ou em fatias – a saladas.

Além disto, cortada em palitos torna-se um aperitivo fresco, crocante e saudável. Para servir, utilize um copo com dois dedos de sal grosso, misturado com água bem gelada. Ou ainda, tempere-as com sal, pimenta do reino e suco de limão ou laranja para adicionar ainda mais frescor.

As cenouras também podem ser cozidas no vapor (10 a 15 minutos), assadas no forno (combinam muito bem com tomilho ou alecrim), fritas em fatias bem fininhas ou cozidas no sous vide (15 a 25 minutos a 90ºC). O cozimento no microondas (cerca de 3 minutos, dependendo da espessura das fatias) é bastante prático, mas reduz bastante o betacaroteno.

 

 

Modos de Preparo das Ramas da Cenoura

As ramas de cenoura são muito nutritivas e contém cálcio, magnésio, zinco, ferro, betacaroteno, fibras, vitamina K e clorofila.

Podem ser refogadas com alho e azeite de oliva, para ser consumidas como uma verdura bastante saborosa.

As folhas da cenoura, sem os talos, também podem ser utilizadas em substituição à salsinha ou outros temperos para adicionar verde aos pratos, além de um sabor marcante. Outra excelente idéia é utilizá-las para preparar um delicioso molho pesto.

Você também pode secá-las no forno, em temperatura baixa (utilize uma colher de pau, para deixar a porta semiaberta, se necessário) por cerca de 20 minutos, para então moê-las, transformando em uma nutritiva farinha que pode ser adicionada aos mais variados pratos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

‫‫
‫‫‫‫‫‫‫

Pin It on Pinterest

Share This